segunda-feira, 18 de maio de 2015

A Estrada da Noite de Joe Hill


Avaliação:  | 320 páginas; Editora Sextante

Esse livro está na minha estante há mais de um ano. Ele deve ter sido um dos primeiros da minha wishlist do Skoob, mas por muito tempo eu não tive o ânimo necessário para lê-lo. Eu decidi no mês de Abril ler mais dos livros que estão há tempos na minha estante e comecei por ele.
Jude tem 50 anos e antigamente fazia parte de uma banda de rock pesado, até que dois dos integrantes morreram e ela se desfez. Porém ele ainda tem muito dinheiro, é muito famoso e continua compondo. Jude tem uma coleção muito peculiar de objetos bizarros, como uma fita vhs com uma gravação de um assassinato real. Não é surpresa então quando seu assistente, Daniel, o avisa sobre uma oferta curiosa que achou em um site estilo ebay: um paletó preto, amaldiçoado por um fantasma. Sem pensar muito no assunto, Jude o compra. E a partir do momento em que recebe o paletó em sua casa - dentro de uma caixa preta em forma de coração - as coisas passam a ficar sinistras. 
O livro inteiro gira em torno do fantasma de um velho, com olhos riscados de preto, atormentando Jude e sua namorada gótica, Geórgia. Ao longo da história nós descobrimos que há muita coisa por trás dessa assombração, ligações muito mais profundas com Jude, que envolvem uma antiga namorada depressiva que ele teve antes de Geórgia. Nós conhecemos a história desses quatro personagens - Jude, sua antiga namorada, Geórgia e o fantasma - aos poucos, montando um quebra-cabeça, que leva a uma situação um tanto quanto fantástica (no sentido do gênero fantástico) como desfecho. 
Outros dois personagens também importantes para a história são os cachorros de Jude. Os dois se mostram extremamente leais e ajudam muito o dono. Há também um pouco de fantasia que os envolve, pois eles são quase como patronos, protegendo Jude do fantasma e mesmo entrando em conflito direto, de certa forma, com ele.
Há algumas cenas contendo machucados graves e sangue, mas se eu aguentei, vocês aguentam (eu morro de aflição, dependendo do que for).
Nunca li nada como esse livro, o considero muito original. Apesar de ser curto, em alguns momentos a narrativa ficou um pouco repetitiva, sem muitos altos, e acabou sendo cansativo ler. O tempo inteiro Jude e Geórgia fugiam e achavam algum modo de escapar do fantasma e isso continuava e continuava. Ainda assim, eu gostei da leitura e gosto do autor (li O Pacto antes de ler esse).
Apenas como curiosidade: o título original é Heart Shaped Box, o que faz bastante sentido sendo que em vários momentos há caixas em formato de coração durante a trama (apesar de, confesso, eu ter achado que rolaria diversas referências ao Kurt Cobain / Nirvana, mas isso não aconteceu hahaha). No entanto, nesse caso espetacular, eu achei o título em português muito mais interessante. Diversas vezes o fantasma diz a Jude para seguir a Estrada da Noite e o próprio conceito de estrada na história é muito importante.
Particularmente, eu não consigo considerar os livros do Joe Hill como sendo do gênero terror. Eles não me fazem sentir medo ou ficar tensa. Eu os considero muito mais levemente "bizarros". Sempre há uma morte e suspense, com alguns toques diferentes, que os tornam originais. Mas os recomendo, com certeza.

Resenha de O Pacto


4 comentários:

  1. Há tempos que vi esse livro e me interessei só por causa da capa e do título. Nunca li a sinopse e essa foi a primeira resenha que li.
    Eu não tinha ideia do que se tratava, mas imaginava que podia ser um "terror" mesmo.
    Em minhas próximas compras vou tentar adquiri-lo.

    Beijos
    http://www.pensamentoseminstantes.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que eu fiquei anos atrás dele, aí quando finalmente comprei, demorei mais uma década pra ler hahahah Mas gostei, recomendo!

      Excluir
  2. Eu amei esse livro! Mas, assim como você, achei um pouco cansativo e repetitivo em algumas partes. Entretanto vale muito a pena ler, é original e meio doido (bizarro seria a palavra), e eu gosto de livros assim. Durante a leitura não tive medo, mas confesso que depois de terminar o livro fiquei pensando na história e no Fantasma e seus olhos riscados de preto... Loucura! hahaha
    Agora quero muito ler O Pacto!

    Beijos!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia O Pacto sim, é ainda melhor que esse!

      Excluir