terça-feira, 25 de novembro de 2014

Sailor Moon e Nostalgia

Oi, gente!

Esse post não será muito literário, mas eu senti muita vontade de escrevê-lo. Sailor Moon é um dos meus animes preferidos e esse está sendo um ano muito bom em relação a ele; primeiro, foi feito o reboot dele e, segundo, finalmente os mangás estão sendo lançados no Brasil!
Mas vamos com calma e desde o início!

NOSTALGIA

Pretty Guardian Sailor Moon é uma série de mangás, escrita por Naoko Takeuchi, que virou anime em 1992. Aqueles nascidos no início da década de 90 - como eu, que nasci justamente em 1992 - muito provavelmente assistiam ou, ao menos, já ouviram falar dele. Eu me lembro de adorar e assistir à Sailor Moon desde muito pequena. Eu nasci em outra cidade, na qual morei até quase os 5 anos, portanto consigo me lembrar que já gostava de Sailor Moon aos 3, 4 anos de idade. Eu inclusive tenho uma boneca dela, que não sei ao certo quando ganhei, mas deve ter sido na mesma época, e a tenho até hoje (mesmo ela estando um tanto destruída; perdi a tiara e as luvinhas dela e o cabelo está um nó só, vejam na foto hahaha).
Eu tenho um carinho imenso por esse anime, que fez parte de toda a minha infância, desde quando era transmitido pela televisão aberta, através da Manchete, até quando passou a ser exibido pelo Cartoon Network. Passei noites em claro assistindo aos animes que passavam nesse canal de madrugada, em especial Sailor Moon.


A HISTÓRIA

Sailor Moon é um anime/mangá shoujo (termo usado para definir histórias feitas para o público feminino; mas, sejamos sinceros, todo mundo gostava de Sailor Moon hahaha). A história gira em torno de Usagi Tsukino e suas amigas - Ami, Minako, Rei e Makoto -, que são também guerreiras mágicas, conhecidas como as Sailors (Sailor Moon, Sailor Mercury, Sailor Venus, Sailor Mars e Sailor Jupiter, respectivamente), que protegem a Terra e o reino lunar de onde elas vieram. Só hoje em dia que tenho percebido que o enredo envolve muito mais coisas do que garotas lutando "pelo amor e pela justiça", uma história de amor através do tempo e reencarnações; há seres de outros planetas, mitologia grega e romana, viagens no tempo...
Uma das coisas de que mais gosto em Sailor Moon é o desenvolvimento dos personagens, principalmente de Usagi. No início ela é uma garota mimada e chorona, que não tem a mínima ideia do que fazer numa batalha e precisa de ajuda o tempo todo. Ao longo da história, porém, nós vemos ela amadurecer e aprender a usar seus poderes ao máximo, de maneira única, ser corajosa e tornar-se uma verdadeira líder. 
E a outra coisa que eu adoro é o romance, porque eu sou uma romântica incurável e adoro cenas e diálogos fofos (pareço uma pré-adolescente quando vejo uma cena da Usagi com o Mamoru, o Tuxedo Mask, seu par romântico; quase grito de felicidade hahahaha). 

MANGÁ

Depois de muitos anos tentando conseguir os direitos de Sailor Moon, finalmente a JBC pôde lançar o mangá no Brasil! Eles ainda estão sendo lançados e eu comprei os 5 primeiros até então. É engraçado, porque eu perdi meu gosto por quadrinhos há muitos anos, mas ultimamente tenho voltado, aos poucos, a ler. Eu não comprava um mangá desde 2009, se não me engano, então me surpreendi quando me peguei gastando dinheiro com eles. Mas não me arrependi nem um pouco, pois os estou devorando e amando. Finalmente estou conhecendo a história como é originalmente e relembrando.



SAILOR MOON X SAILOR MOON CRYSTAL

Depois de muitos anos de reprise do antigo anime, que terminou em 1997, em 2014 começaram a ser exibidos episódios novos, lançados em todos os primeiros e terceiros sábados do mês (vocês podem assistir aqui, tem legendado em português). Um reboot é um relançamento, ou seja, eles recomeçaram a história, desde o início (redundância). Apesar de ser a mesma trama, há muitas diferenças entre os dois. Vou falar um pouco do que gostei e não gostei.

ABERTURAS

Uma das coisas que mais nos traz nostalgia dos animes, e outros desenhos que assistíamos quando crianças, são as músicas de abertura. A música de Sailor Moon é tão clássica, que eu demorei a aceitar a nova, confesso. Hoje em dia, adoro as duas.

Abertura brasileira em canal aberto



Abertura brasileira no Cartoon Network



Abertura do Crystal



ARTE

Aproveitando as imagens das introduções, vou falar sobre a arte. Particularmente, eu gosto muito mais do traço antigo do desenho. Não acho o traço novo feio, mas me parece que esse é feito às pressas, do jeito que dá, enquanto no antigo havia mais dedicação (isso é mais perceptível na animação; nos desenhos estáticos acho ambos muito bem feitos). Apesar disso, acho que o traço novo é mais delicado, principalmente ao representar detalhes das roupas e objetos usados pelos personagens.


HISTÓRIA E PERSONAGENS

É difícil dizer algo ruim do anime que marcou minha vida, mas preciso ser sincera: nesse quesito, o anime novo está melhor. O antigo é desnecessariamente gigante, repleto de episódios fillers completamente iguais. Para vocês terem noção, o final da primeira temporada antiga, de quase 50 episódios, acontecerá por volta do episódio 13 da nova versão. Como eu sei disso? Porque o reboot está seguindo fielmente o mangá (até então, pelo menos).
Estou achando maravilhoso que o Crystal esteja seguindo o mangá. Apesar do antigo anime não pecar nas partes importantes, a animação estar mais sucinta, no ritmo do mangá, é muito mais dinâmico. Um dos motivos pelos quais eu me cansei de assistir à animes é justamente essa enrolação, que eles adoram fazer (eu inclusive tentei rever Sailor Moon ano retrasado e me irritei bastante, enquanto hoje termino de ver um episódio e já quero mais).
Alguns personagens sofreram mudanças mínimas, mas no geral são os mesmo nos dois animes e no mangá. O que achei mais difícil para me adaptar foram os nomes, pois o reboot não foi dublado e muitos deles foram mudados quando traduzidos para o português (Usagi = Serena; Mamoru = Darien; Chibiusa = Rini; etc). De longe, o personagem que mais mudou no antigo e que me surpreendeu quando li o mangá e vi o novo anime, foi Mamoru (não consigo tirar Darien da cabeça!). Em Sailor Moon ele é um tanto quanto... Inútil. Quando Tuxedo Mask, ele atira rosas para chamar atenção para sua presença e normalmente é um cara tranquilo. Já em Crystal, essa coisa de rosas não existe (pelo menos até agora) e ele possui, sim, algum poder mágico, além de conflitos emocionais, o que o torna um personagem muito mais bacana.

TRILHA SONORA

Eu preciso comentar sobre a trilha sonora, porque eu simplesmente adoro as músicas da antiga Sailor Moon. Já o Crystal, tirando a abertura, não possui músicas muito marcantes.
Essas são algumas das músicas que eu mais gosto.











EU SENDO FANGIRL

Já comentei algumas vezes aqui no blog que é muito difícil eu gostar tanto de algo a ponto de ser viciada e apaixonada de verdade. Sailor Moon é uma das poucas coisas que amei durante a vida toda e poder estar de volta nesse universo, seja através do anime ou do mangá, me deixa incrivelmente feliz. Esse post é resultado dessa felicidade e empolgação que estou sentindo.

Espero que tenham gostado, mesmo este sendo um post bem diferente.
Fiquem com um compilado das transformações da Sailor Moon. ♥


4 comentários:

  1. Nossa!!! Amei esse post! Eu adorava Sailor Moon tb mas acho que não cheguei a assistir até o final. E não sabia que tinha o Crystal, vou assistir, com certeza!
    Obrigada por esse post, que le deixou mto feliz.

    www.lendoebebendo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! O Crystal está muito bom, tenho certeza que você vai adorar! :D

      Excluir
  2. Esse mangá é vendido em qualquer lugar??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você acha em livrarias e em bancas. Comprei todos na Saraiva (:

      Excluir