segunda-feira, 16 de junho de 2014

Belezas Perigosas de Libba Bray

Avaliação: 
[323 páginas; Editora Rocco]

Por mais que eu tenha lido a sinopse, não imaginava que a história fosse como é. Ao olhar para esta capa a primeira impressão que temos é a de um romance de época, mas o que menos se vê neste livro é romance.
Após sua mãe cometer suicídio para se salvar de um perigo misterioso - e ter visto tudo isso acontecer através de uma visão -, Gemma Doyle enfim sai da Índia e vai para Spence, uma escola para damas, em Londres. Lá ela deverá aprender a ser educada e prendada e se preparar para conquistar um marido. Porém a garota tem outras preocupações na cabeça: quem perseguia a mãe dela? De onde surgiu esse poder de ter visões? Ela é capaz de controlá-lo?
Ao longo de sua estadia em Spence, Gemma faz amizade com outras garotas que, como ela, não desejam ser levadas por aquela vida de obrigações. Juntas elas exploram o estranho poder de Gemma, trocam confidencias e revelam seus maiores desejos e inseguranças.
O livro fala muito sobre bruxaria e magia. Ao longo dos dias e dos acontecimentos, vemos as quatro garotas amadurecerem e mudarem drasticamente. Com o poder e os segredos, a amizade se estreita e a confiança de cada uma delas aumenta. Quando percebem que elas são inteligentes, fortes e que podem ser e ter o que quiserem, elas se sentem bem e passam a agir cada vez mais livres. Porém todo esse poder uma hora escapa de suas mãos e há consequências.
As personagens são bem construídas; todas tem suas histórias de vida, além daquele momento em que o livro é narrado. Todas possuem personalidades distintas, principalmente as amigas de Gemma.
A única coisa mesmo que eu achei um pouco chato no livro todo é que ele tem um ritmo lento. Não há muitos acontecimentos, não há ação - exceto no final e, ainda assim, é breve. Sinceramente, isso não me incomodou a ponto de eu achar a narrativa ruim, mas seria mais dinâmico se os acontecimentos chocantes fossem melhor distribuídos ao longo da história e não se amontoassem somente no desfecho. Apesar disso, o enredo é repleto de mistérios e revelações e possui um fim com reviravoltas interessantes.

Esse é o primeiro livro de uma trilogia. O segundo, Anjos Rebeldes, e o terceiro, Doce e Distante, já foram publicados aqui no Brasil. Como gostei muito do primeiro, estou doida para ler o segundo - que parece ser ainda melhor!


4 comentários:

  1. Estou na dúvida se gostei desse livro ou não. Bati o olho na capa e pensei: "é de época, vou ler!". Então comecei a ler a sinopse e fui me interessando ainda mais, sou fã de um bom mistério. Mas quando você falou de bruxaria e magia fiquei com um pé atrás, não sou muito fã de coisas fantasiosas, com raríssimas exceções.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, eu sou totalmente o contrário, ADORO fantasia! hahahah Mas se você não gosta, talvez esse livro não te interesse mesmo, porque tem bastante sobre magia.

      Excluir
  2. Uau, pela capa também imaginei algo romântico ou no minimo erótico ahahah
    Pela sua resenha a história parece ser muito boa e do tipo que me agrada, mas acho que a editora não foi feliz com essa capa pois acaba confundindo os leitores sobre o assunto abordado, se eu não tivesse lido a resenha não daria nada para o livro!
    Ótima resenha :D

    Beijos,
    Débora - Clube das 6
    http://www.clubedas6.com.br/2014/06/os-goonies-resenha-sorteio.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, né? É que eu gosto de romance de época, por isso quando vi a capa - e o nome, convenhamos - fui atrás da sinopse. E acabei descobrindo que o livro é completamente diferente do esperado, mas é muito bom! Ainda bem hahahah

      Excluir