terça-feira, 11 de março de 2014

Boneco de Neve de Jo Nesbø

Avaliação: 
[420 páginas; Editora Record]

Boneco de Neve é um thriller policial Norueguês. Mulheres desaparecem ao longo de vários anos e, embora muitas nunca sejam encontradas, há sempre um boneco de neve no local do desaparecimento.
A história é interessante e envolvente; você quer saber o final, quer saber quem é o assassino. A meu ver isso é algo que um livro do gênero precisa fazer acontecer. Mas a continuidade de alarmes falsos me irritou um pouco. Quer dizer, você está na metade do livro, faltam umas 200 páginas e eles encontram o assassino? (Nem considero isso spoiler, porque como eu disse, pelo que resta de livro ainda você sabe que não é verdade). Uma vez até vai, mas mais? Parecia que o autor queria forçar as reviravoltas da história, como se pensasse que estava enganando o leitor.
Eu esperava uma história mais creepy, que misturasse terror (meio bizarro) com o suspense. Acho que a intenção do autor até foi essa, mas não deu muito certo.
Duas cenas em particular me confundiram um pouco, ambas no final no livro. Eu reli e não consegui compreender muito bem o que estava acontecendo; foi difícil montar a situação na minha cabeça. Outra coisa - que não chega a ser um problema, mas foi um tanto engraçado -  são os nomes em norueguês, principalmente de ruas, avenidas e etc. Não sei como se lê e acabava me enrolando um pouco (mas prefiro que seja mantido no original do que traduzido).
Confesso que esse livro parecia envolto por uma aura de alta expectativa, não sei explicar bem o porquê. Me parecia um livro que prometia muito e, no fim, se mostrou apenas mais um livro policial, sem se destacar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário